Minhas grandes paixões, animais tintas e pincéis...Vivo literalmente entre " Patas e Telas"




sexta-feira, 26 de outubro de 2012

E vieram mais PATAS

Entre pêlos e pincéis, um belo dia, passou por mim um cachorrinho branco e preto, levantou a cabeça, e senti que me olhava pedindo socorro. Ofereci a ele uma vasilha de agua, ele não se aproximava, mas deu para ver que seu pescoço estava todo furado, devia ter sido mordido por algum cachorro! Meu Deus, teve inicio ai nossa corrida, a Bandeirada foi dada...
Muito arredio, não deixava que chegássemos perto, para alimenta-lo, colocávamos a comida e tínhamos que nos esconder, caso contrário, não comia!
Pegar, era impossível, pois o danadinho corria pra caramba!
Os furos no  pescoço estavam com péssima aparência, e cheio de bicheira... Que sufoco!

E assim passamos os próximos dois dias, ele correndo e nós correndo para alcançá-lo! Resolvemos então dar um pouco de tranquilizante, quem sabe seria mais fácil chegar até ele... que nada, comeu a salsicha com as gotinhas e desapareceu... Que noite de sábado horrível passamos; e decidimos que seu nome seria RUBINHO, um corredor!!! rsrs
Domingo, um fato incomum aconteceu: Meu marido resolveu tomar café na padaria, estranho, nunca fez isso.
Voltou rápido, assustado! Encontrou o Rubinho... tinha acabado de ser atropelado!
Estava lá coitadinho, deitado na rua, mas que ironicamente foi essa a única forma de alcança-lo, precisava urgentemente de ajuda.
Agora, além dos machucados no pescoço, tinha as duas patinhas dianteiras quebradas.... aff


Ficou internado quase uma semana.............. voltou engessado, e recebemos a triste noticia que talvez uma das patinhas ficasse comprometida, mas tudo bem, ele estava salvo!
Porém não desistimos, e continuamos um longo tratamento. E ele sempre um ótimo paciente

E chegou o dia em que o veterinário deu alta, a patinha não ficou perfeita, mas também não foi necessário amputa-la, e ele estava muito feliz, mesmo com essa pequena deficiência

E o tempo foi passando, nosso Rubinho cada dia melhor, continua correndo, e sua patinha torta... era apenas um detalhe...
Quis registrar esse nosso sucesso, pois considero que foi nosso resgate mais complicado, e que graças a Deus, teve um final Feliz
E hoje, olhando bem, você vê nele alguma coisa fora do lugar? Nada! está lindo, feliz, é muito amado e também nos faz um imenso bem.

E nossos dias vão passando, até que................. surgiu essa cachorra, muito suja, se instalou embaixo desse caminhão quebrado, e resolveu que faria ali sua casa. Ah! não! ninguém pode morar assim e ser feliz...


Começou então nova empreitada......... Vamos socorrer a ... Graxinha! esse será seu nome.
Eita garota difícil! Empaca se colocamos coleira, e não gosta que ninguém a toque. Deve ter uma história triste de maus tratos, pois é extremamente desconfiada.
Como morar embaixo de um caminhão, ninguém merece, ganhou casa nova, agora mora num barco...

Está ancorado em nosso quintal, e ganhou como companheiros alguns tripulantes...
Tivemos progressos, mas essa história ainda está longe de terminar.............. e espero voltar com Novas e Melhores noticias!
Um beijo e obrigada a todos que nos ajudam a tornar a vida dessas criaturas melhor, e consequentemente as nossas também............................. Até qualquer hora

Postagens populares